Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Após análise dos dados e níveis de risco, o governador resolveu manter as restrições às regiões de Passo Fundo e Lajeado e não permitirá a abertura das lojas para as compras do Dia das Mães.

A possibilidade de funcionamento excepcional do comércio para a data vinha sendo cogitada durante toda a semana e o rebaixamento da bandeira vermelha para a laranja em ambas as localidades chegou a ser alvo de avaliações, mas foi descartado nesta quinta-feira (7.05), em função do aumento de casos da Covid-19 e internações nas regiões.

Embora ainda não haja confirmação oficial, é aguardado para esta sexta-feira (8) o anúncio do novo decreto que institui o modelo de distanciamento controlado em todo o Estado, com o enquadramento das regiões por bandeiras e observância aos protocolos determinados.

O anúncio da manutenção das restrições foi feito pelo governador Eduardo Leite durante a live que transmite diretamente do Palácio Piratini. “A conclusão que chegamos ontem (quarta-feira), especialmente observando que mesmo tendo havido a disponibilização de novos leitos, o número de internações subiu tanto em Passo Fundo quanto em Lajeado, não sendo possível o abrandamento das restrições nesse momento”, explicou Leite.

O governador lembrou que o Executivo se propôs a avaliar a redução do nível de risco e das restrição ao comércio, diante dos pedidos de prefeitos e entidades, mas que a análise do mapa das regiões foi definitiva para a decisão.

Disse ainda que no sábado (9) ocorrerá a reavaliação semanal das bandeiras, proposta dentro do novo modelo, o que poderá identificar uma possibilidade de troca posterior, de acordo com os novos indicadores.

Atualmente, Passo Fundo contabiliza 17 óbitos por coronavírus, o mesmo registrado na Capital, o que compromete a condição e restringe a mobilidade e as atividades de toda a região do Planalto Médio.

Lajeado, até o presente momento, teve 8 mortes pela Covid-19. Leite fez questão de frisar que, apesar da não abertura do varejo, o decreto transitório em vigor permite que as lojas operem em sistema de delivery, de pague e leve e de drive-thur.

Na quarta-feira (6), o governador já havia afirmado que não cederia às pressões e que os prefeitos e comerciantes dessas regiões que contrariassem o decreto estadual de fechamento do comércio poderiam sofrer sanções por parte do Ministério Público.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?