Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

O clima é de muita tristeza entre familiares e amigos da modelo camaquense Vanessa Vargas Ribeiro, de 33 anos. A informação da morte dela foi confirmada na noite desta terça-feira 04.02, causando tristeza e revolta.

Informações divulgadas pela polícia mexicana, dão conta de que o companheiro teria jogado Vanessa, da sacada do terceiro andar de um prédio. Imagens de câmeras de segurança teriam registrado o momento em que ele fugiu com o seu próprio carro, momentos após cometer o crime.

A reportagem da Rádio Acústica FM conversou com familiares, que trouxeram detalhes sobre o caso.

Vanessa saiu de Camaquã aos 18 anos de idade, para morar em São Paulo, onde trabalhava como modelo. Em sua carreira, teve suas fotos publicadas em diversas revistas, e inclusive participou em programas de TV.

Há cinco anos atrás, se mudou para o México, onde alugou um apartamento e morava na companhia de um cãozinho de estimação. Lá ela conheceu o empresário Eugênio Kuri, dono de empresas situadas em diversos países.

A reportagem conversou com a mãe de Vanessa, Dona Maria Luíza, que estava emocionada com a situação. Ela disse que Eugênio aparentava ser pessoa de boa índole, mas que por questões de ciúme, havia pedido que ela largasse a profissão de modelo.

Vanessa e Eugênio não moravam juntos. Eles saíram na noite da última sexta-feira para jantar em um restaurante da cidade. Depois, foram para o apartamento dele. Testemunhas disseram à polícia mexicana, que por volta das 05h da manhã do dia seguinte, teve início uma discussão entre o casal e que o crime teria ocorrido por volta das 06h45.

As últimas informações recebidas pelos familiares, dão conta de que ao chegar na casa de Vanessa na manhã desta segunda, a empregada havia estranhado o fato de o cachorrinho de estimação estar sozinho.

Ela percebeu que algo errado havia acontecido, quando no dia seguinte, viu que Vanessa não havia ido para casa.

Uma amiga de Vanessa entrou em contato com a família aqui em Camaquã e iniciou a busca de informações junto a polícia daquele país.

Ela reconheceu o corpo da modelo. De acordo com as últimas informações, o empresário acusado do crime, estaria foragido até a manhã de hoje.

A família, que não possui recursos financeiros suficientes, tenta levar a mãe de Vanessa com um acompanhante até o México, para providenciar o liberação e o translado do corpo para o Brasil.

A expectativa é de que através da embaixada brasileira no México, este processo consiga ser realizado, com apoio do Governo do Brasil.

Fonte: Rádio Acústica FM

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?