Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Suspensas desde 13 de março, retorno das atividades escolares no Rio Grande do Sul deverá ocorrer em etapas.

O governador Eduardo Leite anunciou, nesta quarta-feira, que foram definidos protocolos sanitários, mas ainda não há previsão de retorno presencial. Quando voltar, será gradual e diferente por regiões.

Governo prevê cinco etapas de retorno das atividades de ensino. A etapa 1 prevê ensino remoto para todos os níveis, de todas as redes, na modalidade híbrida, com uso da tecnologia e disponibilização de materiais aos pais ou responsáveis com dificuldade de acesso via internet. 

Esta etapa inicia a partir do dia 1º de junho, para as instituições públicas e privadas de ensino, as atividades deverão ocorrer de forma remota.

Entre cada fase haverá um período de 15 dias que servirá para avaliar o funcionamento da fase anterior.

A “etapa 2” deverá ser anunciada no dia 15 de junho, com atividades a partir de 1 de julho. E deve abarcar ensino superior, pós graduações e ensino técnico subsequente (restrito às atividades práticas de ensino essenciais para a conclusão do curso, pesquisa, estágio curricular obrigatório e atividades em Laboratórios) e cursos livres profissionalizantes.

As atividades que devem integrar a “Etapa 3” ainda não estão definidas. Entretanto, o governo do RS trabalha com alguns cenários possíveis. Um deles é retorno prioritário das aulas presenciais nas escolas de ensino infantil. Um segundo cenário seria o retorno do ensino infantil junto ao ensino fundamental.

A volta integral de todos os níveis de ensino, de forma presencial deverá ocorrer apenas em setembro.

Um protocolo de saúde específico para o retorno das aulas está sendo organizado pelo governo do RS para entrar em vigor quando as aulas presenciais iniciarem.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?