Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

A avaliação é do Tenente Luís Veríssimo comandante do Pelotão da Brigada Militar em Tapes.

Segundo a BM houve uma redução significativa nas ocorrências com delitos mais graves (roubos, homicídios, latrocínios e ações contra agências bancárias), porém houve um aumento preocupante nas ocorrências de violência doméstica.

Outra situação que chamou a atenção dos policiais foi a liberação de criminosos para cumprirem prisão domiciliar em razão da pandemia, o que acarretou em aumento nos crimes de furto arrombamento em residências, ocorrendo o caso de um conhecido usuário de drogas, que rompeu a tornozeleira eletrônica e efetuou roubos e furtos em Tapes, sendo preso em ação conjunta da Policia Civil e Brigada.

O tenente Veríssimo acredita ser interessante os órgãos de segurança realizarem um estudo para comprovarem se a redução tem ligação direta com o isolamento social.

– O que posso analisar no momento é que houve uma grande redução na circulação de dinheiro devido o fechamento do comércio, o que pode ter desestimulado a ação dos criminosos.

A pandemia do Covid-19 não tem afetado o trabalho da BM em Tapes. Todos os policias da Brigada Militar receberam máscaras e protetores faciais, sendo que alguns PMs providenciaram máscaras caseiras, porém de boa qualidade, e de cores aprovadas pela Brigada. Há também à disposição álcool gel no Pelotão e nas viaturas.

Segundo o comandante do Pelotão da BM, a qualquer sinal de sintomas com relação ao COVID-19, o PM será afastado do serviço de rua e encaminhado para o órgão de saúde da Brigada Militar, onde será coletado material para realização do exame específico.

Veríssimo também destaca que o efetivo foi vacinado contra a influenza e o H1N1.

Além do policiamento de rotina a BM tem destacado policiais para atuarem em apoio a Prefeitura de Tapes na barreira sanitária instalada na entrada da cidade.

Criminalidade diminui no Rio Grande do Sul durante pandemia

A atividade permanente das instituições da área da segurança pública e o distanciamento social devido à pandemia do novo coronavírus foram responsáveis pelos novos recordes na redução de indicadores de criminalidade no Rio Grande do Sul no mês de abril.

A avaliação é da Secretaria da Segurança Pública do Estado que comparou os índices do mesmo mês no ano passado, além de dados desde janeiro deste ano.

Houve a redução de 21,3% nos roubos de veículos (de 1.011 para 796 casos), 36,7% nos furtos de veículos (de 1.134 para 718 ocorrências), 56,4% nos roubos (com 5.836 para 2.544 casos), 51,8% nos furtos (com 10.137 para 4.891 ocorrências), 36% ataques a comércio (de 727 para 465 casos) e 54,3% no roubo a transporte coletivo (de 184 para 84 ocorrências).

No entanto os crimes como homicídio e feminicídio, tiveram elevação no primeiro quadrimestre deste ano.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?