Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Na tarde desta segunda-feira 20.01 as águas da sanga das Charqueadas além de exalarem um mau cheiro forte mostravam uma aparência assustadora.

A situação preocupou um grupo de estudantes e professores da UERGS que estavam na Vila dos Pescadores realizando trabalho de pesquisa junto a comunidade.

Segundo o professor Antônio Ruas o caso deverá ser investigado pela universidade. “ O odor é muito forte, este fenômeno deve ser objeto de estudo para saber quais as causas da poluição”.

O professor alertou o setor de laboratório da Universidade que esteve no local e coletou amostras para pesquisa.

A olho nu parece ser uma imensa floração de cianobacterias, mas a coloração azulada é alguma coisa bem estranha. As bolhas e manchas são verdes ou amarronzadas. As razões: esgoto não diluído, represado ali, seca, altas temperaturas, ou algum despejo industrial novo” diz Antônio Ruas.

A Sanga das Charqueadas, origina-se do descarte de águas de açudes, possui extensão de aproximadamente 3.309 metros e largura de aproximadamente 12 metros uma lâmina d’água de 30 cm em média, suas águas na origem são límpidas e possui fluxo continuo, porém em alguns pontos recebe águas com resíduos de agrotóxicos das lavouras e no trecho urbano, a sanga recebe um volume considerável de esgoto doméstico.

A poluição da sanga das Charqueadas já foi pauta do Conselho Municipal de Proteção ao Meio Ambiente – COMPEMA em vários momentos. Empresas já foram investigadas devido a suspeita de descarte de esgoto industrial.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente também já investigou a poluição da sanga em outras oportunidades.

Nunca se chegou a uma conclusão sobre as causas desta poluição.

A expectativa é que a UERGS possa pesquisar o caso e ajude na busca de soluções e que a prefeitura através da secretaria de meio ambiente realize ações para combater as causas da poluição que também esta relacionada a morosidade da Corsan em realizar as obras do projeto de saneamento previsto em contrato de renovação da concessão.

Outra ação esperada é que o assunto seja pauta no Conselho de Proteção ao Meio Ambiente em sua primeira reunião após o recesso de verão.

 

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?