Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

A Polícia Civil do Distrito Federal, com o apoio do Exército Brasileiro, prendeu nove suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em fraudar documentos de posse e porte de arma de fogo – chamado de Certificado de Registro de Arma de Fogo a Caçadores (CACs). Entre os detidos estão dois militares da ativa, dois servidores aposentados e um civil.

Ao todo, estão sendo cumpridos 26 mandados de busca e apreensão em Samambaia, Ceilândia, Riacho Fundo, Planaltina, Cidade Estrutural, Núcleo Bandeirante, Gama e Luziânia (GO).

Segundo as investigações, o grupo era composto por militares da ativa do Exército Brasileiro que eram integrantes do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados de algumas Organizações Militares. As fraudes ocorriam no DF, Goiás e Tocantins, mas a polícia informou que ainda vai apurar o número de certificados que teriam sido forjados.

Militares do Exército são presos suspeitos de fraudar certificados de armas para caçadores  — Foto: PCDF/Divulgação

De acordo com a Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais da Polícia Civil, a organização criminosa “era paga por pessoas para colocar informações falsas na concessão de certificados de registro e concessão de registro de arma de fogo de CACs (Caçadores, Atiradores e Colecionadores)”.

Dessa forma, segundo a polícia, o esquema concedia o registro para quem não preenchia os pré-requisitos. A investigação apontou que, ao todo, 18 pessoas faziam parte do grupo que facilitava a posse, porte e comercialização clandestina de armas no DF e em Goiás para criminosos.

Segundo o Delegado que está à frente do caso o grupo era divido em cinco funções:

  • Os militares e despachantes que eram responsáveis por burlar o sistema de fiscalização de Produtos Controlados concedendo os registros de forma ilegal.
  • Armeiros – que modificavam o armamento adquirido pelo grupo criminoso.
  • Fraudador – Fornecia certificados falsos de prática de tiros e exame de conhecimento para supostos caçadores, atiradores e colecionadores.
  • Negociante – responsável por vender e repassar, de forma ilegal, os armamentos adquiridos organização criminosa.

 

Com informações G1

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?