Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

                                                                         *Por João Amaral

A praça é do povo já dizia o poeta. E por isso deve ser levada em consideração pela prefeitura, a reclamação de pais e mães com relação ao horário de funcionamento da praça Rui Barbosa, no centro de Tapes.

Neste final de semana muitas pessoas recorreram as redes sociais para mostrarem sua insatisfação com a situação. Todos os dias a praça é fechada ás 21h pelos funcionários da prefeitura.

Os pais reclamam que aos finais de semana principalmente sexta-feiras e aos sábados trazem suas crianças para o centro da cidade para curtirem os bares da cidade e também o movimento e encontram a praça fechada.

Os turistas que aproveitam a noite para passear pelo centro da cidade também se mostram insatisfeitos com a medida.

Antigamente a praça permanecia aberta todos os dias. Muitos brinquedos acabaram sendo destruídos e no local muitos jovens e mesmo adultos utilizavam para beber.

Diante disso a prefeitura na época e principalmente depois da revitalização do local com a colocação de novos brinquedos, determinou o fechamento no inicio da noite.

No entanto Tapes deseja ser uma cidade turística. Pois bem querem que o centro da cidade seja ocupado por famílias. Por turistas e moradores de Tapes. Estes inevitavelmente trazem juntos suas crianças. Principalmente nos dias de eventos.

Nestes dias as mães e pais que vem com seus filhos e filhas poderiam deixar as crianças brincarem na praça.

Não precisa estar aberta todos os dias, pelo menos nesses dias de eventos e aos finais de semana. Acredito que no meio da multidão e das crianças vândalo nenhum vai fazer nada.

Pois bem, não é concebível que uma cidade que deseja ser turística que aos finais de semana a praça esteja fechada a noite. As sextas e sábados o horário poderia ser estendido até as 24h. O que custa um funcionário vir e fechar a praça neste horário? 

Então por que não manter a praça aberta até ás 24h. Qual o custo de manter um funcionário até este horário ás sextas e sábados para monitorar o movimento e impedir vandalismo e após as 24h fechar o portão ?

Creio que em um orçamento de R$ 50 milhões anuais, mesmo com todos os custos e gastos inerentes a gestão publica de uma cidade, a manutenção de um funcionário até este horário não oneraria os cofres públicos.

E desta forma as famílias agradeceriam, as crianças comemorariam e os comerciantes do entorno da praça também estariam satisfeitos.

Fica a dica para a Administração Municipal. Pois se como diz o poeta Sérgio Ricardo :

A praça é do povo
Como o céu é do condor
Já dizia o poeta
Dos escravos lutador

Outro poeta dizia
Que até o mar se levanta
Quando na praça em festa
É o povo quem canta
até o mar se levanta
até o mar se levanta
Quando na praça em festa
É o povo quem canta

Outro poeta lembrava
Dos tempos da alegria
Na voz do povo em festa
Enchendo a praça vazia.

* João Amaral é jornalista e editor do Portal A Notícia Tapes

A foto é do internauta Valter Inácio

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?