Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Na tarde desta terça-feira, 31,03, o prefeito de Camaquã Ivo Ferreira anunciou que irá rever a decisão de reabrir o comércio nesta quarta-feira 1.03.

Desta forma os estabelecimentos comerciais devem permanecer fechados. O Decreto foi prorrogado até o próximo domingo. Na sexta-feira, haverá uma reunião para uma nova avaliação.

A nova decisão contraria os interesses das entidades empresariais de Camaquã que esperavam a reabertura do comércio já nesta quarta-feira.

Os empresários queriam que a decisão tomada pelo Comitê de Crise, na última sexta-feira (27), fosse mantida. A reunião foi marcada por divergências entre as entidades empresariais com os membros da área da saúde e a representante dos trabalhadores no comércio.

Na ocasião ficou definido que o funcionamento seria retomado a partir de 1º de abril, com 50% da capacidade de lotação e também com metade dos funcionários. A posição obteve vitória pela diferença de apenas um voto.

Reações da população camaquense

Durante o final de semana foram muitas as reações contrárias a decisão de reabertura do comércio em Camaquã. Nas redes sociais uma petição online coordenada pelo Leandro Neutzling Barbosa, teve mais mil assinaturas. Defendia a manutenção do isolamento social e a continuidade do fechamento do comércio.

No domingo o Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Camaquã publicou uma nota questionando a decisão do Comitê de Crise que serviu de base para sustentar a decisão de reabertura nos comércio em vários municipários da região como em Tapes.

Na nota o Sindicato dos Trabalhadores no comércio demonstrava discordância com a decisão e afirmou que as decisões deveriam ser embasadas por questões técnicas, orientações e protocolos da OMS, autoridades de saúde, pelo Ministério da Saúde e pelo exemplo de outros países. E não por critérios econômicos.

Para aumentar a pressão, nesta segunda-feira em reunião através de videoconferência da Câmara, a maioria dos vereadores votou contra reabertura do comércio. Por 11 votos à 4.

Uma nota da Federação dos Prefeitos orientando para manter as quarentenas e a decisão do governador de prorrogar o decreto no Estado também contribuíram para fazer o prefeito a rever a posição.

O prefeito Ivo Ferreira disse que o município vem seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde e as decisões do governo Estadual. E pediu desculpas aos empresários. 

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?