Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Professor da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul e da Unidade da UERGS de Tapes, Antônio Ruas, está nos Estados Unidos, em Washington D. C., onde deve permanecer até agosto.

Professor universitário e sanitarista, chegou nos EUA no dia 14 de fevereiro e deve permanecer até agosto deste ano. Ruas participa de um curso de Epidemiologia Ambiental da OPAS e estuda francês e espanhol. Planeja fazer ainda outros cursos na área ecológica.

Nas últimas 24 horas, 865 pessoas morreram nos Estados Unidos devido ao novo coronavírus. O país ultrapassou a barreira de 200 mil casos positivos de coronavírus nesta quarta-feira 1.04. Atualmente é o epicentro mundial da pandemia de covid-19, e tem 203.608 pessoas infectadas e registrou 4.476 mortes.

O Portal A Notícia entrou em contato com o professor Antônio Ruas. Nesta entrevista ele nos fala sobre o cenário da Pandemia do Covid-19 nos EUA e sua rotina neste país. Ele se encontra na casa de uma filha e ajuda no cuidado da recém-nascida neta. Segue a entrevista :

A Notícia: Professor, o EUA nos últimos dias teve um crescimento de casos do Coronavírus. Estando morando atualmente neste país, como avalia a situação da pandemia e o cenário que está vivenciando no dia a dia da capital norte americana?

Professor Antônio Ruas: sim João, houve um crescimento assombroso. Quando cheguei, na metade de fevereiro último, havia um contingente pequeno de casos, restritos ao Estado de Washington, região de Seattle, já com alguns óbitos. Hoje, são 205-206 mil casos, em torno de 4500/4600 óbitos, letalidade de 2,2 a 2,3 % e uma preocupação imensa da população como um todo.

Atualmente o Estado de New York tem mais casos do que toda a China Continental. A partir da metade de março as minhas atividades começaram a ficar restritas ao trabalho em casa, com cursos on line. Todos os locais de visitação foram fechando, incluindo bibliotecas e museus. Uma oficina que eu estava inscrito com Jane Goodall foi cancelada, da mesma forma que um curso com Al Gore sobre aquecimento global. Depois que a minha neta nasceu, dia 26 de março decidimos por um máximo de isolamento para assegurar a saúde da pequena Sophia. Eu saio de caso para ir às compras protegido com máscara e luvas e para caminhar num parque próximo num horário adequado, quando tem pouca gente. Aqui em Washington D. C. ninguém cruza com outras pessoas na rua, a distância social de 3 ou 4 metros mantida.

Professor, quais medidas as autoridades americanas têm tomado para conter avanço da pandemia ?

Professor antônio Ruas : aqui as principais ações como relação à virose vêm sendo dos/as governadores/as e prefeitos/as. Houve fechamento de comércio e restaurantes, com abertura apenas para entregas. Com relação à virose, houve compra direta de kits de testes e equipamento hospitalar (como respiradores) e muita reclamação para o Trump de ajuda federal. Este é um ponto não resolvido, porque de fato esta participação até agora foi pífia. Para se ter uma ideia, nem testes o governo federal conseguiu suprir aos estados, numa desorganização impressionante. Minimamente o governo do Trump ajudou recentemente as empresas que mandaram os funcionários para casa, o que foi positivo.

O grande problema aqui nos EUA foi o desprezo que o Trump expressou com relação à pandemia do coronavírus. As declarações até início de março é que era um “vírus chinês”, que não causaria problema nos EUA! Assim não houve um mínimo de preparo em termos de suprimento de testes e equipamento hospitalar, como respiradores. Sem falar que máscaras, luvas, desinfetantes minimamente adequados sumiram do mercado consumidor.

Este discurso do Bolsonaro de que a hidroxicloroquina estaria disponível e seria a solução já foi abandonado e se sabe que não é isto que salva, é adequação hospitalar. Uma grande diferença com a China e Coreia do Sul está na testagem em massa que é necessária para isolar casos com e sem sintomas, familiares por exemplo. O próprio investimento em vacinas não foi feito, a não ser tardiamente e eu creio que a vacina chinesa estará pronta antes de qualquer outra.

Como funciona o sistema de saúde nos EUA ?

Antônio Ruas : o sistema é um caos para lidar como uma situação como esta da pandemia. Aqui o Sistema de Saúde é privado, a pessoa tem que ter um plano particular, ou pagar diretamente alguma consulta ou atendimento. Assim, neste período, pessoas com plano pago que ficaram com sintomas ou mal de saúde tiveram que ir a hospitais (as emergências são nos hospitais) e foram testadas de forma não muito eficiente e hospitalizadas com problemas graves de equipamentos e trabalhadores de saúde (que também ficaram doentes ou foram isolados). As pessoas sem plano poderiam ser atendidas em clínicas menores que funcionam em farmácias, mas isto não durou quase nada por falta de testes nestes locais. Nos hospitais estas pessoas sem plano passaram a ser recebidas, mas numa situação complicada por que sempre tem que gerar uma conta hospitalar!

Este modelo de sistema de saúde tem prejudicado o combate a pandemia?

Antônio Ruas: Este é um sistema inadequado para este tipo de situação. Mesmo em situações normais tende a gerar dívidas impagáveis para as pessoas, por que os planos mais acessíveis acabam quebrando, não durando muito ou sendo comprados pelos tubarões dos planos de saúde. Esta é razão pela qual nem o Obamacare, agora defendido pelo Biden, provável candidato democrata, vai dar certo. Sanders defende um sistema público total, como o nosso SUS, única garantia que as pessoas têm que serão acolhidas em qualquer situação e que os impostos servem para alguma coisa.

Professor nos fale um pouco sobre seu dia á dia em Washington ?

Antônio Ruas: minha tarefa é principalmente ajudar a cuidar da minha netinha e fazer cursos on line. Eu estou terminando um curso de Epidemiologia Ambiental da OPAS e estudo francês e espanhol ao mesmo tempo. Depois vou fazer outros cursos na área ecológica.

Obrigado professor e quando estará de volta ao Brasil e as atividades na UERGS ?

Antõnio Ruas: cheguei dia 14 de fevereiro e vou ficar até o fim de agosto.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?