Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Segundo informações do site Clic Camaquã, na manhã da terça-feira, dia 3 de março, os vereadores e servidores de Camaquã conheceram o projeto do novo prédio da Câmara Municipal de Vereadores de Camaquã.

Projeto elaborado pela empresa Hajel Projetos e Consultoria, de Lajeado foi apresentado em atividade ocorrida no plenário da Câmara.

A iniciativa do Poder Legislativo, teve como objetivo esclarecer as dúvidas dos vereadores, assessores e servidores da Casa, além de receber sugestões para o projeto. 

Após a divulgação pela imprensa, houve forte reação da população. A critica ao alto custo do projeto foi o principal argumento das manifestações contrárias ao projeto.

Segundo o portal da transparência da Câmara de Vereadores de Camaquã, o valor pago pelo projeto é de R$ 158.046,87. Dinheiro que sairá dos cofres públicos.

Esse custo, equivale apenas à elaboração do anteprojeto, projeto básico e projeto executivo.

O projeto apresentado na última semana segue em análise e poderá ser discutido em breve.

Ele carece de aprovação da casa do Poder Legislativo e seu custeio será feito através do Fundo Especial de Reaparelhamento da Câmara Municipal de Vereadores de Camaquã (FERCAM). Este, por sua vez, foi instituído em 2017 e desde então, funciona como um cofre para onde o dinheiro poupado na Câmara é depositado.

– Anteprojeto para construção do Novo Prédio do Poder Legislativo de Camaquã e integração com o prédio atual – R$ 58.011,48

– Projeto Básico para construção do Novo Prédio do Poder Legislativo de Camaquã e integração com o prédio atual – R$ 43.508,61

– Projeto Executivo para construção do Novo Prédio do Poder Legislativo de Camaquã e integração com o prédio atual – R$ 43.508,61

 O novo prédio será construído no terreno onde a Câmara está localizada, no entanto, não há previsão para o início das obras.

A assessoria da Câmara de Vereadores justifica a necessidade da obra afirmando que as instalações do atual prédio do legislativo apresentam diversos problemas estruturais, além de não oferecer condições de receber um grande público em sessões plenárias.

É importante ressaltar as economias feitas nas últimas gestões, que devolveram valores expressivos nesta legislatura.

O presidente no ano de 2019, Fabiano Medeiros, devolveu R$ 2.272.490,66 aos cofres públicos. Em 2018, o então presidente Claiton Silva manejou a devolução de R$ 1.804.459,37 para os cofres públicos.

Desse total,  a instituição repassou R$ 1.308.338,45 para uso por parte do Poder Executivo, enquanto o restante foi depositado no Fundo de Reaparelhamento da Câmara de Vereadores (FERCAM).

Fonte: Clic Camaquã

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?