Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Formado em Tapes em abril de 2018 para apoiar Bolsonaro nas eleições presidenciais, o PSL se organiza para disputar sua primeira eleição municipal em Tapes.

Segundo o empresário e produtor rural, Antônio Gabriel Gadenz, o partido vem se estruturando buscando ter uma chapa de candidatos à vereador e também pensa em lançar um nome para concorrer à prefeitura.

Gadenz garante que o PSL já conta com oito nomes para concorrer ao legislativo. E trabalha o nome do gerente José Correa como potencial candidato à prefeito.

O empresário descarta uma possível coligação. Antônio Gadenz avalia que a frente de oposição (PP,MDB,PTB e DEM) não é de direita e tem forte desvio “esquerdista”. Embora estes partidos tenham apoiado Bolsonaro nas ultimas eleições em Tapes.

Após as eleições fomos procurados por lideranças destes partidos mas no decorrer do ano de 2019 fomos percebendo que estes partidos embora digam que são de direita, na verdade possuem forte inclinação para a esquerda e a essência do PSL é ser de direita. Por isso não vamos coligar com ninguém. Somente com partidos como o Patriota e PRTB partido do general Mourão. Como os dois não existem em Tapes creio que sairemos sozinhos” diz Antônio Gadenz.

Sobre a estratégia eleitoral, o presidente do PSL garante que o primeiro passo é realizar atividades de formação com os pré candidatos do partido. Já houve cursos em Porto Alegre e em Tapes, sobre marketing eleitoral e construção partidária.

Até abril o PSL irá intensificar a busca por novos filiados. Para garantir uma base para dar sustentação as candidaturas do partido.

Sobre a saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL, Gadenz afirmou que era esperado.

Em Tapes continuamos unidos. Ninguém saiu. A saída do Bolsonaro foi algo natural. O partido cresceu muito com a candidatura do Bolsonaro. E esse crescimento foi muito rápido. Agora ocorre uma depuração. Mesmo que ele tenha se desentendido com a direção nacional do partido, aqui em Tapes continuamos apoiando todas as ações do presidente Bolsonaro e de seu governo. Somos Bolsonaro de carteirinha.”

Antônio Gadenz fez criticas a atual administração do PDT e disse que a cidade decaiu não só economicamente mas também culturalmente. Falou também que o PSL vai propor uma gestão inovadora. Apostando na criação de um ambiente propício para a iniciativa privada investir na cidade.

Turismo, geração de emprego e agricultura serão as prioridades na construção do projeto de governo dos peselistas tapenses. 

 

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?