Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

Durante a tarde desta segunda-feira 30.03, a reportagem do Clic Camaquã obteve com exclusividade a informação da primeira morte que pode ter ocasionado por Coronavírus em Camaquã.

A vítima é Valdemar Trintim, de 81 anos de idade. O idoso foi removido do Hospital Nossa Senhora Aparecida na semana passada e veio a óbito nesta segunda-feira (30), em Canoas, onde estava internado desde então.

O homem está entre os cinco casos que aguardam resultado do Laboratório Central do Rio Grande do Sul (Lacen/RS), mas sem confirmação da doença. 

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde e dos decretos nº 23.210, de 16 de março de 2020, nº e nº 23.229, de 18 de março de 2020, de enfrentamento e prevenção ao contágio pelo COVID-19 (novo Coronavírus), o velório não será realizado como de costume.

O cortejo saíra nesta terça-feira ás 06h para o sepultamento no “Cemitério dos Alemãos”, na localidade de Linha Amaral, em Dom Feliciano.

Segundo Cléber Trintin, neto de Valdemar, seu avô residia em um asilo localizado no bairro Jardim, em Camaquã. Ele afirmou que o idoso possuía problemas renais e respiratórios, motivos pelo qual foi internado em primeiro momento. Após o agravamento do estado de saúde, ele foi conduzido para Canoas, onde veio a falecer.

A Funerária Jardim foi contratada para fazer o translado do corpo e devido à situação, o mesmo é feito com o caixão lacrado, como orientam os órgãos de saúde.

No atestado de óbito, a causa citada foi “Morte por Covid-19”, a doença causada pelo Coronavírus.

Com informações Clic Camaquã

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?