Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

A semana poderá ser decisiva na política camaquense, três vereadores da atual legislatura, podem perder seus mandatos.

Segundo informações do site da Gazete Regional, o juiz eleitoral de Camaquã, Luis Otávio Braga Schuch, tornou público o edital número 23 de 2019, na última quinta-feira 21.11.

O teor do edital, dispõe sobre a recontagem dos votos da eleição municipal de 2016. O motivo é a impugnação da chapa da coligação PSDB e PSC.

Os vereadores que podem perder os mandatos são: Elemar Venske (Mazinho), Luciano Delfini e Mozart Pielechovski.

O documento informa que a recontagem ocorrerá no dia 27 de novembro, às 14h, na sede da 12ª Zona Eleitoral.

Extraoficialmente projeta-se que: Leomar Boeira (MDB) ,Dr. Marconi (DEM) Marivone (PT) assumam as cadeiras no legislativo camaquense.

Relembre o caso:

Os vereadores Elemar Venske (Mazinho), Luciano Delfini e Mozart Pielechovski são peças de um processo movido pelos então candidatos na eleição de 2016, Leomar Boeira (MDB) e Marconi Dreckmann (DEM), que denunciaram fraude às cotas de gênero nas eleições municipais.

Em novembro de 2017, a Justiça Eleitoral da 12ª Zona cassou os diplomas dos três vereadores eleitos pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) em Camaquã.

Os parlamentares então, recorreram da decisão junto à instância superior.

Em maio de 2018, O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) manteve por unanimidade a sentença da Justiça Eleitoral da 12ª Zona e manteve a cassação dos vereadores.

No inicio de novembro, o Ministro do Tribunal Superior Eleitoral, Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, decidiu pela não continuidade de um recurso especial, apresentado pelos vereadores, além de toda chapa de vereadores compostas por candidatos dos partidos PSDB e PSC. 

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?