Aviso no Topo do Site
Acompanhe as últimas notícias de Tapes e Região.

A XII Marcha Estadual Pela Vida e Pela Liberdade Religiosa do RS abriu o Fórum Social das Resistências na tarde desta terça-feira 21.01. A atividade simbolizou a resistência política, religiosa, dos povos de matriz-africana.

O dia 21 de janeiro, é considerado como dia Nacional de Combate a Intolerância Religiosa. Este ano o Povo de Terreiro foi as ruas para denunciar e combater o “Racismo Religioso” .

No inicio da tarde, no Plenário Ana Terra na Câmara Municipal de Porto Alegre, ocorreu o Seminário que abordou o tema “ Racismo Religioso, Estado Laico, Genocídio da Juventude Negra, Feminicidio e Democracia”. Além de religiosos de Matriz Africana, organizados pelo Conselho Estadual do Povo de Terreiro, lideranças de outras religiões e o Movimento Cristãos contra o fascismo fizeram parte do debate.

Representantes do Conselho do Povo de Terreiro de Tapes e da AFOT participaram das atividades.

No fim da tarde os ativistas religiosos e dos movimentos sociais se concentraram no largo Glênio Peres. Lideranças religiosas, politicas e sociais se alternaram em falas, sempre destacando a necessidade da unidade na luta contra os retrocessos que o país vive e a necessidade de organizar a resistência e a unidade entre os diversos Movimentos.

Por volta das 18h30, os participantes iniciaram uma caminhada pela Borges de Medeiros até o largo Zumbi dos Palmares, onde a marcha foi encerrada.

Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário


Banner publicidade 728 x 90 RODAPÉ
AGORA É HORA DE SER VOCE?